Empresa
Produtos
Culinaria
Contato

O consumo de arroz é cercado de muitos mitos, mas na realidade, além de saboroso, é um cereal muito saudável, principalmente nas versões integral ou parboilizado. Por isso, apresentaremos algumas informações interessantes sobre os benefícios do seu consumo.

O arroz é o principal componente da dieta básica da população mundial. É um alimento saudável e de fácil digestão, rico em diversos nutrientes importantes. Porém, o consumo per capita de arroz no Brasil tem diminuído, pois na correria do nosso dia-a-dia, muitas famílias têm substituído as refeições completas por lanches. Mas os especialistas garantem: O típico prato brasileiro, uma combinação de arroz, feijão, carne e salada, ainda é a melhor opção para a nossa saúde.

Arroz e feijão

Essa combinação brasileira típica tem provado ser, além de saborosa, excelente para a saúde. Um complementa as carências do outro. O arroz é rico em amido, sendo ótima fonte de energia. Além disso, fornece ferro, vitaminas B e proteínas. Já o feijão é dos vegetais mais ricos em proteína, a qual tem sua absorção facilitada pelo amido do arroz. O feijão também é rico em ferro e outros minerais. Os dois vegetais possuem aminoácidos complementares: a ingestão dos dois, simultaneamente, produz uma ação de proteína superior à soma dos dois se ingeridos separadamente.

Óleo de arroz

Seu uso substitui outros tipos de óleo com enorme vantagem. Por ser rico em substâncias insaponificáveis, contribui para a redução do colesterol. Além disso, resiste à oxidação ao cozinhar, e por isso não deixa um gosto enjoativo nas frituras, sendo excelente no preparo de batatinha frita e pastéis. Por seu gosto neutro, é ótimo para temperar saladas. Contém também importantes micronutrientes, entre eles o gama-orizanol, poderoso antioxidante importante na prevenção e tratamento de diversas doenças, além de combater o envelhecimento.

Boa forma

Um dos mitos que cercam o arroz é que o consumo desse cereal engorda. Falso! 100 gramas de arroz cozido (aproximadamente 8 colheres de sopa) tem apenas cerca de 126 calorias. Além disso, o arroz integral é rico em fibras, vitaminas do complexo B, antioxidantes e minerais como magnésio e cromo, favorecendo a digestão do açúcar e funcionamento do intestino. Ele pode auxiliar na redução do colesterol, glicose e ansiedade, além de contribuir para a saciedade, favorecendo a perda de peso que, aliada à ação do gama-orizanol, contribui para a redução da celulite.

Boa digestão

O arroz é um cereal de fácil digestão. Além disso, é hipoalergênico, sendo um dos alimentos menos propenso a causar alergias. Por isso, seu consumo é bastante indicado para pacientes debilitados. A água de arroz contém mucilagem, um tipo de muco que ajuda a regular a flora intestinal, controlando a maioria das diarréias. O arroz, complementado com feijão, carne ou ovo, supre a necessidade de aminoácidos essenciais para o equilíbrio do organismo. Também é indicado para a alimentação de celíacos, que são alérgicos ao trigo e seus derivados.

Rins

Desde a Grécia antiga, o arroz é utilizado na dieta de doentes renais. Seu uso é indicado nesses casos porque a fração protéica do arroz, embora pequena, é de ótima qualidade, apresentando a melhor composição de aminoácidos para o metabolismo humano, dentre todos os cereais. Quando metabolizado, gera menos resíduos nitrogenados, facilitando a função renal de eliminação desses catabólitos. Pacientes renais crônicos, submetidos à uma dieta à base de arroz, podem até diminuir sua necessidade de hemodiálise. Existem pesquisas indicando que o tratamento com farelo de arroz pode reduzir a formação de cálculos renais.

Saúde feminina

O arroz é um alimento excelente para as mulheres, pois possui diversas substâncias importantes no combate da tensão pré-menstrual e para o alívio dos sintomas da menopausa. Além disso, novos estudos científicos apontam que o arroz integral pode ser importante no combate a diversos tipos de câncer, inclusive o de mama. O arroz integral possui gama-orizanol, um poderoso antioxidante. Entre seus efeitos positivos, destacam-se o agente antienvelhecimento da pele e minimização dos efeitos da menopausa. Além disso, o arroz contém magnésio, um mineral deficiente na dieta de grande parcela da população, e importante para o alívio da menopausa e TPM. O farelo de arroz pode ajudar a reduzir a perda de cálcio, por isso é útil na prevenção da osteoporose.

Fibras

Apesar de serem classificadas como nutrientes, não são absorvidas pelo organismo. Mas ao passarem pelo corpo, desempenham uma série de funções importantes, entre elas auxiliar a assimilação de outros nutrientes e facilitar o funcionamento do intestino. Além disso, contribuem para regimes de emagrecimento: por aumentarem a necessidade de mastigação e salivação, produzem a sensação de saciedade, e como absorvem água, passam a sensação de "estômago cheio" por mais tempo. Também promovem a liberação mais lenta e constante de glicose, e contribuem para a reduzir a taxa de LDL, o mau colesterol. O arroz integral possui três vezes mais fibras que o beneficiado.

Prevenção de doenças

Existem muitos estudos científicos comprovando que o consumo regular de arroz integral pode auxiliar na prevenção de diversas doenças. O ácido fólico contribui para a redução do teor de homocisteína no sangue, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares. Outros nutrientes, como selênio, pentosan e ácido fítico, são conhecidos inibidores de carcinogênese, ajudando na prevenção do câncer. Em um estudo realizado pela USP, pessoas que comem arroz e feijão com freqüência apresentaram uma redução entre 40% e 60% no risco de desenvolver câncer oral.No Japão, pesquisas recentes indicam que o consumo regular de arroz integral pode inibir a perda de memória causada pela proteína beta-amilóide, uma das causas do mal de Alzheimer.

Por todos esses motivos, o arroz não pode faltar na dieta de quem quer viver mais e melhor. Sem falar que é um alimento versátil, que vai bem em qualquer mesa. Por isso pode-se dizer que comer arroz é receita de saúde e sabor!

   

Indústria e Comércio de Arroz • Agudo/RS • (55) 3265 7300 • sac@dickow.com.br